DIVE NEWS

Técnicos da Dive e do Lacen participam de capacitação

 

Representantes do Ministério da Saúde e do Instituto Evandro Chagas estão em Florianópolis ministrando um treinamento em taxonomia e biologia molecular de vetores da Febre Amarela.
O curso começou na segunda-feira (23) e segue até sexta-feira (27), totalizando 40 horas.

Atualmente, a análise dos vetores é realizada pelo laboratório de referência (FIOCRUZ/PR). João Fuck, gerente de Zoonoses da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC), da Secretaria de Estado da Saúde, explica que com o treinamento, será possível realizar a identificação taxonômica, ou seja, saber a espécie e gênero dos mosquitos coletadas pela própria equipe da Dive/SC. "Posteriormente, os mosquitos serão analisados por biologia molecular pelo Lacen, para saber se possuem o vírus da doença ou não. A atividade de coleta de vetores é realizada em algumas situações, como na presença de casos humanos sem o registro de epizootias ou naquelas epizootias onde não foi possível realizar a coleta de vísceras", explica.

Participaram do curso técnicos do Laboratório de Entomologia da Dive/SC e do Lacen.

 

 

                                                                      

 

Mais notícias